Fragmentos - Paulo Coelho


 
O peso da pluma

Às vezes nos irritamos com reações exageradas de nosso próximo. Fazemos um pequeno comentário, uma brincadeira - e eis que a pessoa chora, ou torna-se agressiva demais conosco.
Uma lenda do deserto conta a história de um homem que ia mudar-se de oásis, e começou a carregar seu camelo. Colocou os tapetes, os utensílios de cozinha, os baús de roupas - e o camelo aguentava tudo. 
Quando ia saindo lembrou-se de uma linda pena azul que seu pai lhe tinha presenteado.
Resolveu pega-la, e a colocou em cima do camelo. Neste momento, o animal arriou com o peso, e morreu.
“Meu camelo não aguentou o peso de uma pena”, deve ter pensado o homem. Às vezes julgamos da mesma maneira o nosso próximo - sem entender que nossa brincadeira pode ter sido a gota que transbordou a taça do sofrimento.

5 comentários:

Girl Supimpa disse...

Profundas palavras do escritor Paulo Coelho.

http://www.girlsupimpa.com/

Francisco maniçoba disse...

parabens pelo blog, já estou seguindo... um abraço e se possivel segue o meu...

http://baixe-semfrescura.blogspot.com.br/

Soraya {SmileRetrô} disse...

Nossa que lindo pensamento aih que expressão haha .
Tó te esperando viu ?
Smileretro.blogspot.com

Mary disse...

Lindo e profundo!
a leveza de uma pena em palavras
pode ter um peso imensurável.

Lindo blog.

bjos

amandáh disse...

amei, o pensamento,adorei,beijos

Postar um comentário

PESQUISAR